Jackie Chan's First Strike


Hollywood imortalizou as artes marciais com o trabalho de Jackie Chan no grande ecran. Este filme de 1996 é apenas um amostra de uma série de longas metragens que imortalizaram a destreza de Chan e abriram a curiosidade a muitos em explorar este género de cinematografia e acção. Para os fãs e não só.

The Hunger Games: Mockingjay - Part 2

Chega ao fim a saga "The Hunger Games". Com um twist no final e momentos intensos, Katniss Everdeen assume a responsabilidade de assumir uma rebelião contra o Capitólio e defender os quem mais ama. Recomendo para quem é fã da saga, dos livros ou simplesmente do primeiro capítulo desta história. Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Donald Sutherland, Woody Harrelson, Philip Seymour Hoffman, Julianne Moore e Elizabeth Banks. A revolução pela paz e o equilíbrio tem um preço.

The best teacher is experience.

Jack Kerouac foi responsável por me incentivar a ver este filme. Após ter lido uma das suas obras homónimas (com o mesmo título), este filme de Walter Salles não faz justiça a um livro tão denso mas deixa toda uma harmonia da escrita e da jornada de Sal Paradise com outros personagens míticos: Dean Moriarty, Marylou, Carlo Marx entre tantos outros. Aconselho para quem leu "On the Road" e a novos aventureiros que ainda não ficaram submersos pela escrita de Kerouac. Com Sam Riley, Garrett Hedlund, Kristen Stewart, Tom Sturridge entre outras surpresas no elenco.

The Big Bang Theory


Habituei-me a ter anualmente "The Big Bang Theory" como a sitcom garantida para ver nos dias de folga e nos jantares tardios. A oitava temporada da criação de Chuck Lorre e Bill Prady não desilude (óbvio) e de ano para ano, a comédia continua e estas personagens continuam a cativar e a impressionar. Adoro (e muito provavelmente já estou a visualizar a 9ª temporada). Recomendadíssimo desde sempre. Esta é a sitcom da década.

The Double


Ao adaptar esta obra Fyodor Dostoevsky (com o mesmo título), Richard Ayoade mostrou, mais uma vez, a sua versatilidade na realização. Gostei da complexidade da trama e do trabalho do protagonista interpretado por Jesse Eisenberg. A problemática deste filme envolve a questão da nossa própria identidade e de como a nossa unicidade é (supostamente) intransmissível. Recomendo não só a quem admira Dostoevsky, tal como segue o percurso de Richard Ayoade como realizador. Muito bom.

Orange Is the New Black


Depois do sucesso de "Weeds", Jenji Kohan criou outro marco na história das series de televisão. "Orange Is the New Black" surpreendeu tudo e todos com a sua estreia em 2013. A experiência de Piper Chapman (Taylor Schilling) numa prisão durante 15 meses é o ponto de partida para um drama que envolve decisões, erros e descobertas destas personagens. Mal posso esperar pela próxima temporada. Bom.