The Double


Ao adaptar esta obra Fyodor Dostoevsky (com o mesmo título), Richard Ayoade mostrou, mais uma vez, a sua versatilidade na realização. Gostei da complexidade da trama e do trabalho do protagonista interpretado por Jesse Eisenberg. A problemática deste filme envolve a questão da nossa própria identidade e de como a nossa unicidade é (supostamente) intransmissível. Recomendo não só a quem admira Dostoevsky, tal como segue o percurso de Richard Ayoade como realizador. Muito bom.
Enviar um comentário