The Enigma of Kaspar Hauser


Durante os anos 70, Werner Herzog era um realizador bastante diferente. O expressionismo alemão como marca de alguns dos seus filmes e uma cinematografia ainda fresca, Werner Herzog tornou-se não só um dos mestres de cinema documental como tornou a ficção "à sua maneira" num dispositivo com mais poder dramático no enredo das suas personagens. "The Enigma of Kaspar Hauser" é o início desse mesmo poder, a marca dos actores em todo um expressionismo alemão bastante assente em toda a performance (contagiando o tom do filme), mostra uma época diferente onde se contavam histórias numa linguagem cinematográfica da época. Esteve na competição de Cannes. Com Bruno S., Walter Ladengast e Brigitte Mira.
Enviar um comentário