The Secret World of Arrietty


Existem vários universos no mundo do cinema de animação mas toda a galáxia em redor do estúdio Ghibli fascina-me profundamente. Sendo fã à já algum tempo, este filme de Hiromasa Yonebayashi, baseado na obra literária de Mary Norton,  tem mais para explorar do que vocês imaginam. Vejam o filme e clic aqui. Cada artista de qualquer departamento que tenha a marca dos estúdios Ghibli é fascínio garantido. Obrigado por manterem este género de animação tão vivo e "arrepiante-men-te" bom. Vejam.

The Cotton Club


Um dos filmes mais famosos dos anos 80 é "The Cotton Club", realizado por Francis F. Coppola e protagonizado por estrelas como Richard Gere, Gregory Hines, Diane Lane, Bob Hoskins e Nicolas Cage. Um filme de época que chegou à minha curiosidade devido à banda sonora do mítico compositor John Barry. Gangsters, mafia, scotch, donzelas dos anos 30 e jazz; era assim que Harlem e Broadway reinavam no capitólio americano onde tudo prosperava e nada poderia deter os ambiciosos que mais cedo ou mais tarde caem na armadilha da corrupção. Um filme de época não haja dúvida que só ganha pelo background anos 20/30 enquanto perde por algumas falhas de narrativa/intenção daqs personagens. 3 estrelas.

Iron Man 2

A fórmula repete-se (até as escolhas da banda sonora) mas desta vez com mais personagens, algumas destas são contempladas no filme "The Avengers". Tony Stark assume-se como Iron Man responsável pelo bem estar da nação. Ao ser consumido pelo seu ego Stark terá que enfrentar não só inimigos como a si próprio. Teremos uma terceira parte em 2013. Espero que a qualidade da história deste super-herói não entre em declínio. Por fim uma ultima nota: existem certos filmes de acção que a sonoplastia é algo para ser apreciado, a primeira e segunda parte de "Iron Man" são bons exemplos.

Iron Man


Jon Favreau sabe a fórmula de filmes de acção. O que não se esperava em 2008 é que "Iron Man" tivesse tanta qualidade que sobressai-se da simples categoria de filmes sobre super-heróis. Esta é a origem de o homem de ferro, Tony Stark é protagonizado por Robert Downey Jr. um actor com um perfil bastante ajustável às medidas deste super-herói. Achei que todos os momentos de humor foram muito bem conseguidos e as sequências de acção bastante fundamentadas. Existem poucos filmes sobre super-heróis decentes, felizmente, este é um deles.

Bridget Jones's Diary


Já nem sei bem à quantos anos conheço a personagem de Bridget Jones... como já tinha referido numa outra crítica anterior, os anos vindouros do género comédia-romântica na Grã-Bretanha assaltaram por completo a minha infância/pré-adolescência. As resoluções do novo ano de Bridget Jones tem altos e baixos mas quando namorados, relações e complicações metem-se no caminho é normal perder a compostura. Adorei este filme, o original, já a segunda parte "Bridget Jones: The Edge of Reason" achei um pouco forçado... ainda se fala numa terceira parte para breve... de qualquer das maneiras recomendo o diário de Bridget Jones. Com o trio clássico: Renée Zellweger, Colin Firth e Hugh Grant. Guião e livro de Helen Fielding.

Dark Shadows


A minha curiosidade era imensa em relação a esta aparente Família Adams dirigida por Burton. Mas afinal não era bem isso, o filme baseia-se numa série dos anos 60 com o mesmo titulo e conta a história de uma família, os Collins, que estão amaldiçoados à vários séculos. Os membros da família são protagonizados por Johnny Depp, Michelle Pfeiffer, Helena Bonham Carter, Jonny Lee Miller, Chole Grace Moretz e Gulliver McGrath; a bruxa má é Eva Green. Achei pitoresco ao observar o género de pessoas que Tim Burton cativa a virem às salas de cinema (também claro, devido à parceria óbvia de Depp e Burton não há família que escape), cada vez mais o terror e o misticismo tornaram-se num tema interessante para toda família... actualmente o estranho mundo de Tim Burton é na verdade um clássico para todas as idades; e creio fielmente que se um filme não faz tanto sucesso como outro, isso não importa, o que é importante é saber contar uma história. Gosto dos trabalhos de Tim Burton. Ponto.