Punch-Drunk Love

Da autoria de Paul Thomas Anderson em todos os sentidos. Já sabemos que alguns dos seus filmes são um pouco descornados. Tanto que consegui olhar para o trabalho do actor de Adam Sandler com outros olhos...


Um filme surreal, estranho com uma plenitude desconfortável que Anderson cria naqueles momentos de silêncio cheios de tensão. A banda sonora do fantástico compositor (também ele surreal): Jon Brion.
Enviar um comentário