A thing of beauty is a joy forever.

Jane Campion é uma cineasta de se admirar. Os seus fãs incondicionais têm pontos de vista mais fulcrais no seu cinema, eu, pelo menos, gosto da sua beleza natural. Todas as imagens que induz parecem ser romanceadas por alguém que nos é desconhecido.


“Bright Star” é um romance típico do séc. XIX. Um dilema clássico da época onde Fanny Brawne apaixona-se inevitavelmente pelo poeta John Keats. Para quem não conhecia um dos melhores poetas românticos da literatura inglesa aqui fica a sugestão da história de um romântico e dos seus versos à sua amada. Um filme acima de tudo sincero com o seu público também com uma belíssima direcção de fotografia. Com Abbie Cornish e Ben Whishaw.
Enviar um comentário