There is no justice without sin.


Filmado e Montado por Robert Rodriguez e realizado pelo mesmo adicionando Frank Miller e um convidado especial: Quentin Tarantino. Adaptado das famosas graphic novels de Frank Miller, “Sin City” fora algo nunca visto até 2005. Toda a corrupção violenta que percorre e dá vida às ruas desta cidade toma como exemplo três histórias onde a verdade está sempre a um passo adverso de se revelar. Um filme com ambiente brutal, super rico que ultrapassa as margens do ecran. Um clássico.

Eyes Wide Shut


Female Vanity Exists. Stanley Kublick realizou uma obra-prima baseada na obra do escritor Arthur Schnitzler. Um filme que felizmente tenho de rever não só por ser o ultimo de Kubrick mas também como alínea a tentação e a virgindade de um lado psíquico e perverso que só o seu cinema retém. Com Tom Cruise e a sempre bela Nicole Kidman. Brilhante.

Marley & Me


Este não é certamente o tipo de filme que eu mais vejo mas por mero acaso vi este “Marley & Me” de David Frankel adaptado da célebre obra de John Grogan. Podem julgar pela capa que é este é mais um daqueles filmes foleiros sobre o animalzinho de estimação e o dono que é muito distraído, pois enganem-se porque este filme é apenas nuance sincopada da verdadeira narrativa do livro. “Marley & Me” simboliza o que todas as pessoas sentem quando têm um animal de estimação. Nunca li o livro mas parece-me ser mais interessante do que a adaptação cinematográfica… às vezes o franchising do cinema vendedor estraga um bocado a magia.

Ever wanted to be someone else? Now you can

Realizador de “Adaptation”, Spike Jonze realizou o conhecido e mítico “Being John Malkovich”. Um grande filme com John Cusack, Cameron Diaz e John Malkovich onde Craig, um apaixonado profissional de marionetas descobre que no seu novo e estranhíssimo emprego existe um portal que permite experimentar um corpo de outra pessoa, e sem demoras, esta ultima é o actor John Malkovich. Pode parecer um pouco confuso e sem sentido mas na realidade foi escrito pelo famoso Charlie Kaufman. Recomendo.

Irina Palm

Este é uma obra cinematográfica excelente do realizador de “Rashevski's Tango”, Sam Garbarski. Maggie (Marianne Faithfull) está desesperadamente à procura de dinheiro para ajudar o seu filho a pagar os cuidados médicos do neto que está a morrer no hospital. Na sua procura descobre algo que não estava à espera mas, felizmente, este emprego dá muito dinheiro. Pode ser uma profissão simples mas nem toda a gente o faz. Um excelente filme. Recomendo. (incluo a banda sonora).

Long hours. Low pay. High times.


Realizador de “Superbad”, Greg Mottola, realizou e escreveu esta história sobre James, um adolescente típico americano que ambiciona outro mundo para além da sua cidade. Infelizmente já não vai fazer a sua viagem pela Europa com o amigo, os pais ficaram sem dinheiro e James vê-se obrigado a encontrar um emprego de Verão para dar rumo á sua vida. Acaba por ser contratado no parque diversões “Adventureland” onde conhece novos amigos e Em, uma rapariga mística a seu ver. Verão de 1987 a não esquecer. Uma comédia adolescente das boas com Kristen Stewart, Jesse Einsenberg, Martin Starr, Bill Hader, Ryan Reynolds e Kristen Wiig. È a segunda vez que gostei de Stewart após “Into the Wild” e espero que Jesse Einsenberg não se torne cópia de Michael Cera.