All you need is love

Dois destinos. Um epílogo. Uma Guerra. Assim “Across the Universe” de Julie Taymor re-transforma-se num musical de uma estética sublime, ilustrada pelas letras dos míticos Beatles que transmitem os sentimentos das pessoas contra a Guerra do Vietname e a favor da liberdade, do amor, da paz.

Lucy (Evan Rachel Wood) e Jude (Jim Stugess) pertenceram a mundos diferentes mas agora em Nova Iorque, Lucy luta por uma causa maior enquanto Jude tenta encontrar a sua causa de inspiração. Isto enquanto Max, Sadie, Prudence e outros amigos tentam alcançar o que desejam ao mesmo tempo que mudam com o mundo. O amor verdadeiro. A Revolução. Um dos filmes de 2007.

Prepare for awesomeness


No Verão de 2008 a Dreamworks anunciou “Kung Fu Panda” fugazmente tendo recebido o seu merecido destaque no festival de Cannes e criticas satisfatórias. Este filme de animação realizado por Mark Osborne e John Stevenson conta a história de Po, um panda que ambiciona ser algo mais do que um simples empregado no restaurante do pai. Sendo fanático pela arte do Kung Fu, Po irá ser nomeado como novo aprendiz, destinado a proteger o vale da paz. Para complicar o enredo, o mau da fita, Tai Lung está de volta mas Shifu, o mestre das artes marciais irá preparar Po e alertar os “Furious Five” que algo está para acontecer. Um filme de animação exemplar e bem conseguido.

There can be no understanding between the hands and the brain unless the heart acts as mediator

Do grande realizador Fritz Lang e do argumentista/escritor Thea Von Harbou, chega-nos a cidade futurista de todos os tempos – Metropolis – aqui existem duas classes distintas: o mundo subterrâneo dos trabalhadores que fazem mover as máquinas e os sortudos que vivem à superfície da terra nos jardins eternos, nos teatros, nos estádios. O filho do senhor de Metropolis, o jovem Freder, após ter assistido às atrocidades das máquinas, decide submeter-se a uma identidade de operário. Mais tarde, nas catacumbas conhece Maria, uma senhora que dava esperança aos pobres trabalhadores, afirmava com toda a certeza que o mediador entre o cérebro e as mãos é o coração. Entretanto, a grande metrópole torna-se metaforicamente uma maldição, quando um inventor cria um robot humano. Um clássico dos clássicos com grandes cenários imponentes. 5 estrelas.

Love Is A Force Of Nature

Vale a pena sublinhar Annie Proulx e Ang Lee. “Brokeback Mountain” conta o desenrolar de uma cumplicidade forte entre Ennis Del Mar (Heath Ledger) e Jack Twist (Jack Gyllenhaal), dois homens a quem fora incumbida a tarefa de cuidar de um rebanho de ovelhas na montanha. Após este emprego temporário cada um voltou para a sua rotina, Ennis vai casar em breve com Alma (Michelle Williams) e Jack vai continuar a ajudar o pai nas suas tarefas da comunidade cowboy. Mas ao dissecar ao passado há um segredo que os encoraja a reencontrarem-se. Um bom filme dramático que não poderia ter sido feito por outro realizador. 4 estrelas.

Natural Born Killers

Não há dúvida que Mickey e Mallory foram feitos um para o outro. O apelido de ambos é Knox. O casal é conhecido por ser destemido e indomável, assaltando e assassinando todos os que se atravessam no seu caminho.
Apesar do seu estilo de vida e de toda a fama glorificada pelos jovens, tanto Mickey como Mallory sofre. Na cabeça de Mallory esta deseja ser amada e valorizada como ser humano, já Mickey tenta apagar os fantasmas do passado. Ambos estão atormentados pelos traumas do passado; só uma revolução, uma pequena afirmação irá revelar a sua verdadeira natureza perante os outros. Uma história de Quentin Tarantino, realizada por Oliver Stone e protagonizada por Woody Harrelson, Juliette Lewis, Robert Downey Jr e Tommy Lee Jones. Para mim, a melhor história de amor de sempre.

Citizen Kane


Um funeral peculiar leva-nos a conhecer Charles Foster Kane (Orson Welles), um homem influente do seu tempo. De seguida iremos observar todos os acontecimentos que antecederam à sua morte. Fiquem atentos. 5 estrelas.

The Big Lebowski

Jeffrey Lebowski (Jeff Bridges) recebe uma inesperada “visita” em sua casa, dois criminosos querem o dinheiro do senhor Lebowski. Tudo resulta num mal entendido e Jeffrey, The Dude para os amigos, decide falar com o milionário Lebowski (David Hundleston) sobre a situação e este pede-lhe para efectuar uma troca. A missão de Jeffrey é entregar uma mala com uma certa quantia de dinheiro aos criminosos para estes libertarem a senhora Bunny Lebowski (Tara Reid). Tendo o apoio incondicional dos seus amigos Walter (John Goodman) e Donny (Steve Buscemi), a tarefa parece ser fácil. Mas tudo se complica quando o dinheiro não é entregue. Dos irmãos Coen com um óptimo humor. Recomendo vivamente.

1928 - Ennio Morricone

O melhor compositor, o melhor filme, um grande final.


e ainda hoje!


tenho encontro marcado com David Cronenberg às 21 no Estoril Film Festival *.*
hell yeah

La Mala Educación

Madrid, 1980. Dois amigos reencontram-se após longos anos afastados, Ignacio e Enrique possuem as mesmas memórias de uma infância incomum, estes relatos foram inspiração para a escrita assídua de Ignacio que sugeriu a Enrique a produção de um filme sobre o seu passado. Passando pelos junkies e pela Igreja, tudo está co-relacionado, todas as vivências destes rapazes persistem para justificar o seu presente. Um dos melhores filmes de Pedro Almodôvar onde segredos negros serão revelados e a realidade soberba da existência da sexualidade em qualquer espaço e idade, sem preconceito assumido. Com Gael Garcia Bernal, Fele Martinez, Daniel Giménez Cacho e Francisco Boira.

Novo fabuloso poster

Four Days, Three nights, Two Convertibles, One City


“Fear and Loathing in Las Vegas” é Terry Gilliam. “Ponto Final Parágrafo”. A obra literária é de Hunter S. Thompson que relatou as várias trips de dois amigos, Raoul Duke (Johnny Depp) e Gonzo (Benicio Del Toro), em Las Vegas. Uma obra cinematográfica mutante com efeitos substanciais psicadélicos. 5 estrelas.