The Golden Coach

O Teatro fora em tempos mais do que uma arte. Era o ganha-pão de muita gente, era o sítio da má fama e do povo, e principalmente, era um negócio que deambulava entre o sucesso e o fracasso. Ainda hoje é assim.
Estamos em pleno séc. XVIII quando uma pequena companhia de teatro instala-se numa colónia, esta tem o aspecto de fazer performances de um teatro de especialidades com música, comédia, épicos, romances e tragédias (típico da época). A estrela deste grupo de artistas é a senhora Camilla (Anna Magnani), uma exuberante actriz que ambiciona algo mais na vida do que pisar o palco todas as noites. À medida que as peças de teatro ganham sucesso, o destino de Camilla irá cruzar-se com o vice-rei do país, com um toureiro famoso e com um polícia espanhol.


Obviamente com o carácter trágico sempre presente, Camilla passa a maior parte do tempo com Ferdinand. Sendo este o vice-rei introduz na história o elemento-chave para o espectador: a carruagem de ouro. Este meio de transporte que equivale a milhões de moedas seduz vivamente Camilla. Neste ponto do filme, o espectador entende que talvez a ambição seja um meio perigoso para satisfazer o nosso coração e mudar o rumo da nossa vida. Pertence aos clássicos de outrora.
Enviar um comentário