Little Women

Esta versão de 1994, fora nomeado para 3 Óscares da Academia (Melhor Actriz Principal – Winona Ryder, Melhor Guarda-Roupa – Colleen Atwood e Melhor Banda Sonora – Thomas Newman) o filme baseado no livro de Louisa May Alcott (que mais tarde escrever “Little Men” também adaptado ao grande ecran), narra a história da família March, constituída por 4 unidíssimas irmãs, uma mãe ponderada e um pai ausente. Estamos no Natal de 1860, Jo (Winona Ryder), Beth (Claire Danes), Mag (Trini Alvarado) e Amy (Kirsten Dunst) esforçam-se por ajudar a mãe (Susan Sarandon) ao mesmo tempo que se divertem no seu clube de teatro secreto. Variando entre o lado dramático das personagens e a característica específica de um romance, as 4 irmãs March irão escolher o seu caminho mas só Jo é capaz de imortalizar a memória das suas irmãs, dos velhos tempos, da sua história. Para quem gosta de filmes com paralelismos às histórias de Jane Austen, este é indicado. 3 estrelas.

The Rules of Attraction

Do realizador Roger Aavary, baseado na fantástica obra de Bret Easton Ellis, com James Van Der Beek, Shannyn Sossamon, Jessica Biel, Kip Pardue e Ian Somerhalder. Os estudantes de Camden College poderiam ter melhores dias mas os momentos dissecados neste filme são intensamente relatados por três adolescentes condenados aos seus vícios. Um drama adolescente tão bom que se veio a torna num filme de culto. Faz-me lembrar a velha e eterna geração dos anos 90.

In an ordinary place, he found the one person to make his life extraordinary.

Um filme com Sean Conney, só podemos esperar o melhor, neste caso, adicionando a alta qualidade cinematográfica de Gus Van Sant, a qual este talentoso realizador nos habituou com “Good Will Hunting”, “Elephant” e “To Die For” (brevemente “Milk” com Sean Penn no papel principal); Num bairro comum do Bronx, vive Jamal Wallace (Rob Brown), um adolescente com potencial no basket que guarda um segredo: o seu dom para escrever. Após um desafio entre amigos, para entrar na casa de um homem misterioso, Jamal descobre uma ligação entre este homem que nunca sai de casa e os seus manuscritos. Ao abrir a porta da sua casa, Jamal descobre que o homem misterioso chama-se William Forrester, um escritor lendário do séc. XX. Duas mentes invulgares abrem a porta a uma amizade ímpar, unidos pelo prodígio da escrita. Cheio de argumentos filosóficos e moral, “Finding Forrester” é um filme perspicaz que não segue o boato de ser igual a “Good Will Hunting”, é diferente, bastante diferente, o que apenas une este paralelismo é o facto se tratar da descoberta de 2 mentes cultas. 4 estrelas.

How much can you know about yourself if you've never been in a fight?


Do autor Chuck Palahniuk chegou-nos recentemente o 1º trailer da sua 2ª obra adaptada para o grande ecran: “Choke”. Mas antes desta última adaptação, em 1999, Palahniuk escreveu a história de “Fight Club”. Nas mãos do realizador de “Seven”, David Fincher, prova a exclusividade de um bom filme. Na altura, existiu um certo culto pela película, não só por ter Brad Pitt, Edward Norton e Helena Boham Carter mas como este clube de combate secreto contagiou milhões de fãs do livro, como alcançou um novo público divergente e pouco usual. Encontra-se na 23ª posição do Top 250 do IMDB e deveria ter recebido mais umas nomeações para os Óscares (mas quanto a isso existem sempre inúmeras opiniões). Para quem gosta de ver mudanças na rotina diária, violência, dor e mind tricks. 5 estrelas.

Não importa a idade

contours

it's hard when seems so cold and you have to heal the pain all by yourself... and then you find your friends. The everlasting ones. Then, everything is so much better when you're with the right ones. *



the drama: you had me

the resolution : have a nice day

The journey to freedom has no borders

“A Mighty Heart” é o seu mais recente trabalho como realizador, em 2002 recebeu o Urso de Ouro no festival de Berlim por “In This World”, um documentário sobre a imigração ilegal de um campo de refugiados do Afegão até à Europa prometida. Tudo começa quando o tio de Jamal e Enayatullah decide que os 2 deverão ir para Londres à procura de uma vida melhor. A imigração é vista com outros olhos na Ásia. Os dois primos terão de se submeter nas mãos do tráfico ilegal até chegar à Europa, fazendo imensas jornadas em sítios inóspitos e percursos inexploráveis. São viajantes sem destino que vivem ao sabor da sorte, a consciência dos actos é uma ausência constante, o que importa é chegar ao destino pretendido. Uma realidade dura e surreal.

Love Sex Passion Fear Obsession


Desde o principio da sua carreira, Sofia Coppola criou uma nova filosofia cinematográfica, valorizando o olhar e através da imagem, captando sensações que jamais podem ser transmitidas através do ecran. O seu 1º filme com mais visibilidade mundial foi “The Virgin Suicides”, baseado na obra de Jeffrey Eugenids, Coppola assina o argumento e dirige o filme que lhe valeu o reconhecimento no mercado americano.
Na família Lisbon existem 5 irmãs, todas elas, adolescentes. Os pais, Mr. e Mrs. Lisbon são bastante conservadores, sendo este facto uma barreira entre a emancipação das raparigas e o arcaísmo total dos seus parentes. À medida que as descobertas da adolescência surgem, despertam-se as alienações lunáticas e a atracção do sexo oposto, enquanto 4 rapazes investigam o culto da beleza feminina em Lux, Cecília, Bonnie, Marie e Therese. Um filme característico de Sofia Coppola com Kirsten Dunst, Josh Harnett, James Hoods, Kathleen Turner, Danny DeVito e Scott Glenn. 5 estrelas.