Limelight

A história de um palhaço sem piada e de uma bailarina que não dançava, ou seja, um comediante de renome sem emprego e uma bailarina jovem que tenta o suicídio. Calvero e Terry, são duas personagens dignas em manterem-se firmes à sua cumplicidade, ambos ajudam-se mutuamente; tanto a personagem de Calvero que necessita de acreditar em alguém e de Terry que precisa de um ombro amigo para sobreviver.
Dentro desta narrativa complexa, inundada de pequenas histórias de sonhos e desejos, destaca-se o sentimento predominante de esperança e de um certo incentivo ao apelo de viver intensamente. Logo após a tentativa de suicídio de Terry, Calvero encarrega-se de cuidar da recuperação da rapariga que não tem vontade de viver, esta cena é contrastada mais tarde com Terry a aconselhar Calvero a voltar ao mundo do espectáculo com os seus números de comédia, a acreditar em si próprio. Esta acção ilustra a capacidade de sentir de ambas as personagens, o facto de se poderem exprimir tanto ao espectador como no filme.
Além do riso contagiante que predomina a audiência, este filme assinado exclusivamente por Charles Chaplin é de carácter dramático, onde a narrativa baseia-se na prestação dos actores, ou seja, toda a acção se mantêm firmemente aos dois personagens – Terry e Calvero. Todo o argumento demonstra essencialmente sabedoria, cada frase assenta perfeitamente na vida das duas personagens e também no ponto de viragem em que estas se encontram, aliás este argumento não poderia ter sido escrito sem experiência de vida inigualável ao período de Chaplin.
Contendo uma moral elevada, esta obra conta a mais simples das histórias focando o desejo de viver, de nós, seres humanos, possuirmos a capacidade de nos expressarmos ao mundo, de transmitirmos o que sentimos, de ajudar outros a seguirem os seus sonhos e também da importância em nos adaptarmos a novas realidades fazendo sacrifícios para atingir os nossos objectivos. Obviamente que isto tudo só se é conseguido com o apoio de um grande amigo, de uma eterna amizade. 5 estrelas.
Enviar um comentário