Oscar Nominees 07

Depois de uma rigorosa selecção… ainda conseguimos ter algumas surpresas ;)


Aqui temos as nomeações para o OSCAR:


Melhor Filme: Babel, The Departed, Letters from Iwo Jima, Little Miss Sunshine e The Queen.

Melhor Realizador: Alejandro González Iñárritu (Babel), Martin Scorsese (The Departed), Clint Eastwood (Latters from Iwo Jima), Stephen Frears (The Queen) e Paul Greengrass (United 93)

Melhor Actor Principal: Leonardo Di Caprio (Blood Diamond), Ryan Gosling (Half Nelson), Peter O'Toole (Venus), Will Smith (The Pursuit of Happyness) e Forest Whitaker (Last King of Scotland)

Melhor Actriz Principal: Helen Mirren (The Queen), Kate Winslet (Little Children), Judi Dench (Notes on a Scandal), Penelope Cruz (Volver) e Meryl Streep (devil wear’s Prada)

Melhor Actor Secundário: Alan Arkin (Little Miss Sunshine), Jackie Earle Haley (Little Children), Djimon Hounsou (Blood Diamond), Eddie Murphy (Dreamgirls), Mark Wahlberg (The Departed)

Melhor Actriz Secundária: Adriana Barraza (Babel), Cate Blanchet (Notes on a Scandal), Abigail Breslin (Little Miss Sunshine), Jennifer Hudson (Dreamgirls), Rinko Kikuchi (Babel)

Melhor Filme de Língua Não Inglesa: After the Wedding (Dinamarca, 2006), Indigènes (Argélia, 2006), Das Leben der Anderen (Alemanha, 2006), El Laberinto del Fauno (México, 2006), Água (Canadá, 2005)

Melhor Longa-Metragem de Animação: Cars, Happy Feet e Monster House

Melhor Argumento Original: Babel, Letters from Iwo Jima, Little Miss Sunshine, El Laberinto del Fauno, The Queen

Melhor Argumento Adaptado: Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan, Children of Men, The Departed, Little Children, Notes on a Scandal

Melhor Direcção Artística: Dreamgirls, The Good Shepherd, El Laberinto del Fauno, Pirates of the Caribbean: Dead Man’s Chest, The Prestige

Melhor Fotografia: The Black Dahlia , Children of Men, The Illusionist, El Laberinto del Fauno, The Prestige

Melhor Guarda-Roupa: Curse of the Golden Flower, The Devil Wears Prada, Dreamgirls, Marie Antoinette, The Queen

Melhor Montagem: Babel, Blood Diamond, Children of Men, The Departed e United 93

Melhor Caracterização: Apocalypto, Click, El Laberinto del Fauno

Melhor Banda Sonora: Babel, The Good German, Notes on a Scandal, El Laberinto del Fauno, The Queen

Melhor Canção Original: "I Need to Wake Up", de An Inconvenient Truth; "Listen", de Dreamgirls; "Love You I Do", de Dreamgirls; "Our Town", de Cars;
"Patience", de Dreamgirls.

Melhor Montagem Sonora: Apocalypto, Blood Diamond, Flag of Our Fathers, Letters from Iwo Jima, Pirates of the Caribbean: Dead Man's Chest

Melhor Som: Apocalypto, Blood Diamond, Flag of Our Fathers, Dreamgirls, Pirates of the Caribbean: Dead Man's Chest

Melhores Efeitos Especiais: Pirates of the Caribbean: Dead Man's Chest, Poseidon, Superman Returns

Melhor Documentário: Deliver Us From Evil, An Inconvenient Truth, Iraq in Fragments, Jesus Camp, My Country, My Country

Melhor Documentário de Curta-Metragem: The Blood of Yingzhou District, Recycled Life, Rehearsing a Dream, Two Hands

Melhor Curta-Metragem de Ficção: Binta Y La Gran Idea, Éramos Pocos, Helmer&Son, The Saviour, West Bank Story

Melhor Curta-Metragem de Animação: The Danish Poet, Lifted, The Little Matchgirl, Maestro, No Time for Nuts

E ainda Oscar Honorário - Ennio Morricone e Prémio Humanitário Jean Hersholt.

2 Filmes

Apenas estes dois destaques nas 4 estreias de hoje:

Stranger Than Fiction (Contado Ninguém Acredita):

Blood Diamond (Diamante de Sangue):

Breaking and Entering / Scoop

Tenho dois destaques a fazer… e um deles é importantíssimo, o de Woddy Allen, pois claro ^^



“Breaking and Entering” protagonizado por Jude Law, Juliette Binoche e Robin Wright, conta a história de Will (Jude Law) e o seu amigo Sandy (Martin Freeman) que gerem um bem sucedido gabinete de arquitectura paisagista que recentemente mudou-se para King's Cross, o mais ambicioso e renovado centro urbano europeu. O seu estúdio de trabalho atrai constantemente a atenção de um gang local de ladrões e Will, farto de ser assaltado, persegue um dos jovens elementos do gang, Miro (Gavron), até casa onde vive com a sua mãe, Amira (Binoche), uma refugiada da Bósnia. Will vive com a sua belíssima namorada, Liv (Wright Penn) que passa a maior parte do seu tempo preocupada com a sua perturbada filha de 13 anos, Bea (Poppy Roger). Entretanto, Will torna-se amigo de Amina de forma a investigar o assalto, mas a sua amizade toma um sentido diferente. Amina depressa descobre que Miro roubou o estúdio de Will e começa a desconfiar das verdadeiras intenções deste em relação ao relacionamento de ambos. Em estado de pânico, ela chantageia Will de forma a proteger o seu filho. Com a sua vida já em crise, Will embarca numa apaixonante viagem pelo lado mais selvagem de si próprio e da cidade que tanto gosta. Depois de ter escrito “Cold Mountain” este é o novo trabalho de Anthony Minghella.


Antes de passarmos a mais um conto de Woddy Allen, só para terem uma noção: a estreia mundial deste filme foi no dia 28 de Julho de 2006 (ter vergonha na cara é pouco :X ) Aqui temos hoje a estreia de mais uma aventura de Woddy Allen e Scarlett Johansson, e também com o suposto mau da fita Hugh Jackman.
O falecido jornalista britânico Joe Strombel (Ian McShane), cuja morte os colegas ainda choram, mantém-se empenhado em seguir uma pista sobre a identidade de "O Assassino da Carta de Tarot" que está à solta em Londres. Mas na sua actual condição, como consegue ele prosseguir com a sua investigação? Através de Sondra Pransky (Scarlett Johansson), que está bem viva! Sondra é uma estudante norte-americana que está de visita a uns amigos em Londres. Durante um espectáculo de Sid Waterman (Woddy Allen), um ilusionista americano, Sondra entra em choque quando se apercebe que consegue ver e ouvir Joe. Do além, Joe fornece-lhe o maior furo da sua vida e incentiva-a a segui-lo... Esta perseguição atira-a para o perfeito Peter Lyman (Hugh Jackman), aristocrata britânico, e Sondra depressa descobre que a paixão da sua vida poderá bem ser o perigoso furo que ela tanto procura.
Assim, “Scoop” é uma comédia tonta e Allen é o primeiro a confirmá-lo em todas as entrevistas que concedeu sobre o filme. Chegou a afirmar que só por isso entrou no filme, porque se fosse para levar a sério, teria contratado outro para o seu papel. É um filme para aliviar a tensão criada em volta do mesmo devido a “Match Point” e que originou um grau de exigência elevadissímo por parte do público. E como diz Woody a certa altura no seu filme, “Se todos tivessem o meu sentido de humor, o mundo não estava assim.”. Era bem capaz. 5 estrelas. De génio. UNICO. simplesmente Allen (confirma-se) :)

64th Annual Golden Globe Awards

No caminho para os Óscares, temos pelo meio, os Globos de Ouro. Visto que foi tudo dividido em categorias existe muita coisa importante para escrever… e como eu não sei escrever melhor que este senhor… aqui fica registada a sua opinião (parte dos golden globes ;) ) :

Tudo divididinho, nada de monopólios vencedores. Assim é que é bonito. Como sabem, eu pessoalmente não daria um globo a Babel, sobretudo estando ele a concorrer com o The Departed (os restantes não vi; ainda não vi o The Queen, o que é vergonhoso, sendo eu fã do Stephen Frears).

Pelo que sei, o globo da Helen Mirren é merecidíssimo e o Forest Whittaker parece que também faz um grande papel no The Last King of Scotland.

Custa-me a crer que o Dreamgirls seja melhor que o Little Miss Sunshine, mas isso parece-me que é aquele disparate de juntarem musicais e comédias na mesma categoria (talvez estivesse na altura de reverem isso, digo eu).

A Meryl Streep merece sempre galardões, porque faz milagres de interpretação mesmo em filmes mais fracos (estou agora a pensar não no The Devil Wears Prada, que não vi, mas no Prime, onde ela consegue elevar um filme mediano com uma performance maravilhosa).

O Sacha Baron Cohen mereceu inteiramente o prémio pelo seu Borat. Sim, havia excelentes actores de comédia a competir com ele, mas a frescura, o detalhe e o par de testículos requerido para fazer aquele filme merecem a homenagem.

Como não vi o Dreamgirls, não sei se o Eddie Murphy irá melhor que o Jack Nicholson no The Departed, mas sei que o Eddie Murphy é um dos grandes actores de comédia que eles lá têm, que nos últimos anos tem desperdiçado o seu talento em péssimos filmes (o último bom filme dele creio que terá sido o excelente Bowfinger, ao lado de Steve Martin, outro grande comediante a precisar de um melhor agente, embora Shopgirl tenha sido um mimo).

Nas animações, percebo porque é que o Cars ganhou (tecnicamente é belíssimo), embora os argumentos de Happy Feet e, sobretudo, de Monster House me tenham enchido mais as medidas.

Nos filmes de “foreign language” é giro ver lá dois filmes americanos. Mas sim, são, de facto, numa língua estrangeira. Estou muito curioso para ver o Letters From Iwo Jima. Cheira-me a grande filme.

No que toca à TV… Ora bom, eu vi muito pouco do Grey’s Anatomy. Parece-me uma série simpática, mas qualquer uma das outras - e conheço-as todas - parece-me superior. A quinta temporada de 24 é particularmente triunfal. Mas enfim.

Tive pena que a Patricia Arquette não tivesse ganho pelo Medium. Mas talvez isto seja porque eu adoro a Patricia Arquette, seja no Medium ou fora dele.

Justíssimo, o triunfo do Hugh Laurie no House M.D.. Sobretudo para os fãs mais antigos dele, que o acompanham desde Blackadder. Ele sempre foi um excelente actor que, apesar de algumas experiências americanas - como Stuart Little ou Flight of the Phoenix - ainda não tinha tido a merecida consagração fora de Inglaterra. E é giro que o consiga com o papel mais diferente da sua carreira: bem longe dos ingleses posh de outros tempos e com um tipo particular de cinismo que refrescou o género do drama médico. Muito bom.

Quanto a Ugly Betty, vi em tempos um bocadinho. Penso que quando está a competir ao lado de um cada vez mais brilhante The Office, só mesmo por uma troca de papéis é que se justifica o triunfo. Mas não vi episódios suficientes. Sei que o The Office americano está magnífico…

Nos melhores actores de séries de comédia, eram todos excelentes escolhas. Ganhou o único cuja série não vi, o 30 Rock: Alec Baldwin. Dizem que ele vai muito bem, mas todos os restantes - Zach Braff, Steve Carrell, Jason Lee, Tony Shalhoub - são grandes actores em excelentes séries.
















(Quando chegar os oscares vou tentar escrever eu própria... e tambem algumas fotos (: )

Esclarecer


Apesar de aquele continuar cá dentro [ L ], temos de seguir em frente... e é isso que estou a fazer. :)*
(só pa menina angela n inventar coisas : D )

.Bow Wow Wow - I Want Candy [Kevin Shields Remix].

Fast Food e Guerra

Apesar de termos 4 estreias: Flags of Our Fathers, Fast Food Nation, Fearless / Huo Yuan Jia e The Grudge 2. Apenas vou recomendar os 2 primeiros filmes. (É deprimente observar o quanto as fitas se atrasam a chegar aqui (pelo menos neste pais). :/ nem sei se “Alpha Dog” ou “Freedom Writers” chegará ainda este mês… tristeza :X )

Richard Linklater abre-nos os olhos para mostrar uma “Geração Fast Food”( Fast Food Nation). Inspirado num "best-seller" incendiário, a historia segue a vida de The Big One, o mais recente hambúrguer da cadeia de "fast food" Mickey''s, que está à beira de se tornar no produto mais bem sucedido de sempre. Desde a sua criação até ao momento em que é vendido, a história de um simples hambúrguer cruza-se com a de uma série de pessoas que, quando percebem de que é feito e o que está por trás do The Big One, decidem impedir que a América se torne numa Nação Fast Food. Com um elenco recheado de estrelas, tais como Catalina Sandino Moreno, Wilmer Valderrama, Ana Claudia Talancón, Greg Kinnear, Patricia Arquette, Kris Kristofferson, Avril Lavigne, Juan Carlos Serrán, Armando Hernández, Frank Ertl; Michael D. Conway, Mitch Baker, Ellar Salmon, Dakota Edwards e Paul Dano.

Fevereiro, 1945. A guerra na Europa estava ganha, mas no Pacífico continuava acesa. Uma das mais sangrentas batalhas foi a luta pela ilha de Iwo Jima, traduzida por uma das mais icónicas imagens da História: o momento em que cinco "marines" erguem a bandeira dos EUA no monte Suribachi. Esta é a história desses soldados. Essa fotografia tornou-se num símbolo da vitória e transformou esses homens em heróis. Alguns morreriam pouco depois, sem saber que a História os imortalizaria. Mas para aqueles que ficaram, o heroísmo não era a sua maior preocupação, mas sim os companheiros que não tinham sobrevivido. "As Bandeiras dos Nossos Pais", último filme de Clint Eastwood, é baseado no "best-seller" de James Bradley e Ron Powers sobre a batalha de Iwo Jima (o pai de Bradley é um dos soldados que segurava a bandeira). Esta película, provavelmente irá transformar-se noutro clássico nas produções de Steven Spielberg, Clint Eastwood e Robert Lorenz, para protagonizar os papeis de soldados temos Ryan Phillippe, Jesse Bradford, Adam Beach, John Benjamin Hickey, John Slattery, Barry Pepper, Jamie Bell, Paul Walker e Robert Patrick. Uma Homenagem de Honra !

Elementos

[ Elementos que fazem de uma tarde aparentemente sem água na escola... a melhor de todas X)* ]



P.S.-a imagem só serve pa ilustrar... nunca ninguem leva máquina... parolos >.< )




Oasis - Acquiesce

2 Amigas

Portanto 2 amigas, entre muitas, tiveram a lata de descrever o que não deviam X)
Por isso apresento-as ao publico (aviso: são parecidíssimas) »

Começamos pela A de Angela... ela diz que me conhece desde o tempo dos Legos... sempre foi uma grande amiga, uma simpatia constante, está sempre lá, invejo-a profundamente, dá conselhos porreiros… muda de humor facilmente, costuma sofrer de crises de riso… ela é uma das especiais e pronto! DORO-A !* =)

Passamos para a Joana… aquela que também é conhecida por Jane, possui o sorriso mais florescente de toda a Cacilhas-Tejo, é uma querida, uma grande amiga tal como a Angela, não sabe estar parada… é tão doida como a outra (influencias). Gosta de praia, gosta do sol :D Também dá umas dicas porreiras… enfim… gosto dla… outro membro do imenso grupo das especialíssimas* ;)

Até podia descrever o resto das e dos especiais mas estas tão lá em baixo nos CT’s... aturam-me todos os dias, e admiro-as ! :))*
O resto dos especiais pertencem aquela escola… a tal Emídio… aqueles e aquelas são a essência do divertimento... do sorriso estampado na cara *.*