The Simpsons Movie

Uma das melhores sessões de cinema na minha vida foi no Verão de 2007. Após um longo dia de praia, eu e amigos fomos à estreia do filme dos Simpsons. Numa sala de cinema prestes a fechar portas, fomos a Springfield visitar personagens já bem conhecidas do pequeno ecran. Homer, Bart, Marge e Lisa são fugitivos nesta aventura da família Simpson contra a epidemia que se alastrou pela cidade (graças a um pequeno erro de Homer, claro). Tal como tantos outros, já vejo a serie de televisão desde criança e o filme foi uma escolha natural para muitas gerações que gostam do humor, carácter e tradição simpsoniana. Imortal. Obrigado Matt Groening.

talk shows

Entre filmes, series de televisão e outros passatempos que promovem a procrastinação, existem alguns talk shows que sigo periodicamente. Simplesmente com o intuito de entreter, distrair, passar o tempo: todo o conhecimento de temas fúteis, celebridades, polémicas de carácter social, fenómenos da sociedade de hoje. Seja o que for, quando o aborrecimento aparece, nada impede de ver os seguintes programas: 


The Tonight Show Starring Jimmy Fallon 




Já seguia Jimmy Fallon no Late Night e ultimamente apenas sigo o Tonight Show pelo canal canal oficial do Youtube. Adoro a banda de residência: The Roots. Recomendo. 



Jimmy Kimmel Live! 


Tal como o The Tonight Show tem algumas rubricas com piada e com convidados bem conhecidos do mundo da televisão norte-americana e não só. 



The Ellen Show 


Já todos conhecemos a anfitriã. O formato deste programa é o perfeito entretenimento televisivo para todas as idades. É o único daily show que sigo periodicamente. 



Late Show with David Letterman 


Uma das caras mais conhecidas no mundo dos talk shows. Letterman tem uma carreira ímpar no mundo da televisão e entrevistou personalidades ímpares. Ver e rever. 



Late Night with Seth Meyers 


Conheci Seth Meyers no Saturday Night Live (outro dos meus vícios. um dos meus programas favoritos), logo que se mudou para o Late Night, não desapontou. Adoro que muitas das celebridades, actores, realizadores, escritores pertencem a um mercado diferente para além do comum blockbuster. Recomendo. 



Conan 


Após uma carreira lendária, um dos apresentadores mais carismáticos da televisão norte-americana, Conan O'Brien, estabeleceu o seu talk show depois de muitos anos em televisão na rede NBC. Uma lendas do pequeno ecran. 



Graham Norton Show 



Este começou por ser um guilty pleasure mas após alguns episódios convenceu-me. Graças a este talk show explorei mais series da televisão britânicas, conheci músicos, bandas e personalidades do universo do Reino Unido. O bom humor do anfitrião garante as audiências e uma conversa fluída entre os convidados. Pessoalmente, o melhor episódio é o de Matt Damon, Bill Murray, Hugh Bonneville com Paloma Faith. Vejam.

Broadchurch

Esta série de televisão criada por Chris Chibnall deixou tudo boquiaberto. Com um suspense rítmico e uma intriga constante, "Broadchurch" relata o percurso de dois detectives, Alec Hardy (David Tennant) e Ellie Miller (Olivia Colman) na resolução de um crime improvável nesta vila pacata. Onde todos os personagens são suspeitos, cada um irá revelar os seus segredos e nada será como antes. Adorei desde o inicio até à data! A trama desta série relembrou-me as longas sessões de "Cluedo" de outros tempos. Recomendo.

The Imitation Game

Baseado na obra literária de Andrew Hodges, o argumentista Graham Moore deciciu contar a história de um homem que ultrapassa os seus feitos. Alan Turing não foi só um matemático brilhante, as suas capacidades extraordinárias garantiram-lhe a responsabilidade de decifrar uma linguagem de código utilizada pelo regime alemão durante a II Guerra Mundial. Este filme de Morten Tyldum conta com uma interpretação excelente de Benedict Cumberbatch que presta tributo à personalidade de Turing. Com uma banda sonora inédita de Alexandre Desplat. Recomendadíssimo.

Ônibus 174


Este filme é um documentário de José Padilha e Felipe Lacerda sobre o acontecimento do dia 12 de Julho de 2000. No Rio de Janeiro, um homem fez onze reféns num transporte público. Este episódio aterrador foi documentado em directo na televisão brasileira e mais tarde, dissecado os contornos que levaram Sandro a sequestrar um autocarro cheio de passageiros. Um documentário importante/impressionante sobre o uso da violência e o papel da polícia nesta situação particular.

And now! At Last! Another film completely different from some of the other films which aren't quite the same as this one is.

Foi em 1975 que os Monty Python conquistaram tudo e todos no grande ecran. "Monty Python and the Holy Grail" pôs a sátira, a parvoíce, paródia e toda a comédia negra na história do Rei Artur e dos seus cavaleiros em busca do Santo Graal. Um género único. Recomendo este (tal como os outros clássicos) com a marca Python.

Into the Woods


O musical de Stephen Sondheim e James Lapine foi uma das apostas natalícias da Disney. Realizado por Rob Marshall e protagonizado por Meryl Streep, Emily Blunt, James Corden e Anna Kendrick, "Into The Woods" conta a história dos habitantes de uma vila e os seus desejos. Depois do "felizes para sempre", várias personagens de contos infantis enfrentam as consequências das suas escolhas. Um filme de entretenimento/blockbuster de sucesso que conquistou-me principalmente pelo tema "No One is Alone". Recomendo para os fãs de musicais e do universo Disney.